Opiniões dos leitores

“É uma trama que mistura hackers, criaturas fantásticas, theremins e o Royal Albert Hall, tudo com um caso de amor impossível no pano de fundo. É uma história bem contada e coalhada de referências espertas, daqueles livros que você não consegue largar. Literatura fantástica para young adults de primeira.”
Bernardo Esteves, jornalista.

“Estou lendo o primeiro livro da Barbara Axt. Não foi nenhuma surpresa pra mim o fato de eu gostar, já que eu lia o blog dela lá “no tempo dos blogs” e gostava muito.
Mas o fato de gostar de como ela manuseia as palavras não seria garantia de que eu gostaria da história, claro. E o fato é que eu estou gostando e gostando muito. Já tenho personagem favorito, já tenho aquele que eu adoraria dar um cateretê na testa pra tomar jeito.
A narrativa é voltada ao público jovem e acredito que pode ser muiiito bem recebido por esse e outros públicos: é ágil, é interessante, é deliciosamente bem escrito. Logo na primeira cena a protagonista se desloca com tanta veracidade que eu ouvi SONS.
Recomendo pra todo mundo: leiam Quando a Lua Canta Para O Lobo, livro de Barbara Axt!”
Vivien Morgato, professora de História.

“Gostei, e muito, da história. Li em questão de dois dias, coisa bem atípica pra mim. O livro se passa em Londres, envolve estudantes de música e tem muuuitas curiosidades sobre a cidade. A Bárbara fez umas pesquisa detalhada sobre os lugares por onde os personagens passam e sobre acontecimentos verídicos em alguns desses lugares. E tem romance. Só que não é qualquer romance.
Enfim. Leiam. Comprem de presente, espalhem a notícia. O mundo precisa de mais livros de autores “desconhecidos”, e ainda mais de mulheres. Vamos mostrar para livrarias e editoras o que estão perdendo em não apoiar novos talentos.”
Heloísa Righetto, designer e produtora de conteúdo digital.
(leia o post no blog dela)

“Confesso que comecei a leitura de “Quando a Lua Canta Para o Lobo” com um pé atrás. Young Adult? Imaginei que ia me deparar com romantismo exagerado, trama simplória e personagens infantis. Felizmente, meu preconceito não se confirmou. Já na primeira cena fui fisgado. Quando dei por mim, estava completamente cativado por Luna. Envolvido com sua história, dramas e inseguranças. Torcendo por personagens divertidos e – como não pode deixar de ser em um bom livro – cheios de falhas. Não fazia a menor diferença se o que estava lendo era Young Adult, mistério, terror ou romance. Era simplesmente uma delícia. Acredito que um bom livro não se faz apenas com uma boa história. É preciso também saber contar essa história. E Bárbara sabe. Seu texto é seguro, confiante e bem humorado. Em nenhum momento subestima o leitor. Não dá pistas fáceis. Não entrega as surpresas antes do tempo. Mistério e suspense permeiam todo livro, tornando ainda mais instigante a incrível história de amor vivida por Luna. História de amor que Bárbara apresenta com verdade e coragem. Embalada pelo som exótico do Theremin.”
Leandro Assis, roteirista

“Quando a Lua canta para o Lobo é um livro de amor e fantasia que se passa na Londres dos dias de hoje. Uma leitura leve, intrigante e gostosa onde os personagens trazem à vida alguns dos sonhos de infância da nossa geração. Eu gostei muito do livro, é daqueles que a gente tem vontade de ler toda a hora! E ainda traz alguns dos lugares de Londres que são tão próximos do meu coração.”
Priscila Reder, gerente comercial na Transport for London